Share |

Sobre: Impostos

Novembro 24, 2020
Atenta a situação de crise económica e social, resultante da pandemia, o Grupo Municipal do Bloco de Esquerda defende que a Câmara da Maia deve ser mais audaciosa na redução do IMI. O Grupo Municipal do BE considerou ainda não haver motivo de receio em apoiar as empresas através da descida da Derrama.
Novembro 22, 2020
Assinalando o crescimento contínuo da receita global da Derrama no Município da Maia, o BE entende que o executivo não deve mostrar receio de reduzir as taxas deste impostos para promover o emprego no contexto da crise pandémica. Assim, o Grupo Municipal do Bloco de Esquerda propôs a isenção até aos 50.000€ de lucro, a isenção entre os 50.000€ e os 150.000€ na condição da criação de pelo menos 1 posto de trabalho permanente ou 2 não permanentes com duração mínima de 1 ano e a aplicação da taxa de 1,5% para as empresas com lucros acima dos 150.000€. 20.11.2020
Fevereiro 4, 2019
O Bloco de Esquerda votou contra a proposta de taxa de IMI do executivo camarário, levada novamente à Assembleia Municipal. A AT determinou que a parte da proposta que fixava taxas diferenciadas era ilegal por ser discriminatória, obrigando o executivo camarário à apresentação de nova proposta.
Dezembro 19, 2018
A Câmara da Maia conseguiu aprovar uma proposta para que seja o Município a suportar o pagamento de uma dívida em impostos no valor de quase 1,5 milhões de euros, da extinta sociedade Tecmaia. A dívida não estava imputada à Autarquia mas aos administradores da empresa pública. O Grupo Municipal do Bloco de Esquerda apresentou declaração de voto de vencido.